2011/06/10

POUCOS COM MUITO E MUITOS COM POUCO

Por Osmar Bafi
Esta semana eu encontrei uma revista e comecei a folhear, de trás pra frente, como de costume. Fiquei estarrecido com algumas páginas, pois traziam dois fatos surreais para o cidadão Zé Povinho, ou melhor dizendo, Tupiniquim.

SOCIEDADE | CELEBRIDADES – Meu ídolo (escrito de vermelho) só para mim. Este era o título da matéria que informava que virou moda contratar artistas da música e celebridades para estrelar festas da alta roda em BH.

Daí a matéria prossegue dizendo que o cachê destes artistas e celebridades chegam a R$500.000,00! Pasmem. Eu disse 500mil reais. Aí começa minha revolta, pois estou dando um duro danado para juntar R$500,00 e fazer a festinha de 1 ano para o meu primogênito.

Em contrapartida, uma minoria tem a regalia de fazer para o Mauricinho uma festa de R$1milhão, sendo que R$500mil é só para o artista Fulano de Tal. Ou pagar alguns milhares de reais para um Ex-BBB ou cantor estar na festa da filha Patricinha.

Se não bastasse, ainda na seção SOCIEDADE, a coluna mostrava várias páginas de casamentos, encontros, confraternizações, eventos, jantares, almoços, cafés da manhã de mulheres muito bem vestidas e maquiadas, homens “enternados” e engravatados, políticos renomados e empresários bem sucedidos.

Agora uma pergunta que não quer se calar: Que sociedade é essa, cara-pálida? Não é esta sociedade que eu conheço aqui no meu minicípio. Não é esta sociedade que mora no Norte de Minas e no Vale do Jequitinhonha. Não é esta sociedade que ainda não saber ler e escrever, que ainda é invisível a muitos. Não é esta sociedade que vende o almoço para comprar a janta. Não é esta sociedade que anda a pé, de carroça, de ônibus ou de fusquinha. Sinceramente não é esta sociedade que é maioria nos 853 municípios mineiros.

Lamentei. Lamentei por ver definida como SOCIEDADE apenas a nata do leite, que fica por cima e não representa nem 1% da leiteira toda.
Sinceramente, com tristeza, recordei direitinho do meu professor dizendo que no Brasil é assim: POUCOS COM MUITO E MUITOS COM POUCO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM VINDO

Prezado amigo(a), para nós é uma satisfação a sua visita em nosso blog. Este blog é uma amostra das matérias que circula no Jornal Sul Mineiro. Nas coberturas do Sul Mineiro sempre daremos uma nota aqui. O Jornal Sul Mineiro, Turismo, Negócios e Informações, está na região desde de 2002, ou seja, 10 anos, fazendo um trabalho transparente, honesto e com credibilidade. Tive ao meu lado a minha filha Juliana que foi minha Secretária no início que me ajudou muito. Hoje conto com o apoio enorme da minha esposa Rosy que é Secretária Executiva. O jornal nestes 10 anos sobreviveu graças o apoio das Prefeituras, Câmaras Municipais e Comerciantes, pois o Sul Mineiro é distribuído gratuitamente aos leitores. Sempre procuramos oferecer nossos serviços com transparência e honestidade. Por isso agradecemos sua visita e pedimos que sempre dê uma olhadinha em nosso blog para conferir as novidades.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
BAEPENDI, sudeste/Minas Gerais, Brazil
LOJA DE NOIVA COMPLETA
Ocorreu um erro neste gadget