2015/02/10

População escolhe combate à dengue ao invés de carnaval em MG

Consulta apontou que maioria prefere combater doença em Cambuquira. Apesar da economia de dinheiro, verba não poderá ser usada na saúde.

Uma consulta popular realizada em Cambuquira (MG) pela Câmara de Vereadores da cidade apontou que 70% dos moradores do município querem que a verba prevista para o carnaval, de R$ 120 mil, seja usada no combate à dengue na cidade. Ao todo, 815 notificações da doença já foram feitas na cidade e 350 casos confirmados.

Setecentas e nove pessoas votaram na consulta popular. Dessas, 518 disseram "Não" ao uso da verba no carnaval e 191 "Sim". Com a maioria recusando o carnaval, a prefeitura da cidade abriu mão de contratar os artistas famosos. O carnaval de rua com escola de samba e desfile de blocos vai acontecer normalmente. A expectativa é de que cerca de R$ 50 mil sejam economizados.

No entanto, esse dinheiro não poderá ser usado para o combate à dengue.

"O carnaval é uma dotação da Cultura. Toda essa economia que nós estamos tendo com o carnaval será gasta também na cultura, que é a dotação própria pra ela. Tudo que pode ser feito no combate à dengue está sendo feito. Nós contratamos mais médicos e mais laboratórios", diz o prefeito Evanderson Xavier.

Com 80 casos, Cambuquira decreta epidemia de dengue no município Epidemia de Dengue
Durante o mês de janeiro, a Prefeitura de Cambuquira decretou que a cidade enfrentava uma epidemia de dengue. A cidade chegou a sancionar uma lei que vai multar em até R$ 3 mil quem mantiver criadouros do mosquito. Uma força-tarefa da Secretaria de Estado de Saúde (SES) esteve na cidade para tentar acabar com os focos da doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM VINDO

Prezado amigo(a), para nós é uma satisfação a sua visita em nosso blog. Este blog é uma amostra das matérias que circula no Jornal Sul Mineiro. Nas coberturas do Sul Mineiro sempre daremos uma nota aqui. O Jornal Sul Mineiro, Turismo, Negócios e Informações, está na região desde de 2002, ou seja, 10 anos, fazendo um trabalho transparente, honesto e com credibilidade. Tive ao meu lado a minha filha Juliana que foi minha Secretária no início que me ajudou muito. Hoje conto com o apoio enorme da minha esposa Rosy que é Secretária Executiva. O jornal nestes 10 anos sobreviveu graças o apoio das Prefeituras, Câmaras Municipais e Comerciantes, pois o Sul Mineiro é distribuído gratuitamente aos leitores. Sempre procuramos oferecer nossos serviços com transparência e honestidade. Por isso agradecemos sua visita e pedimos que sempre dê uma olhadinha em nosso blog para conferir as novidades.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
BAEPENDI, sudeste/Minas Gerais, Brazil
LOJA DE NOIVA COMPLETA

National Geographic POD