2011/12/18

LAMBARI: Ciclistas atropelados iam todos os anos para Aparecida


Os seis ciclistas atropelados por um taxista, na manhã deste sábado (17), no km 25 da BR 460, em Lambari, faziam parte de um grupo que ia todos os anos para Aparecida do Norte, nesta época do ano. Uma pessoa morreu e cinco permanecem internados.

“Há 10 anos vamos agradecer o ano que tivemos”, afirma o serralheiro Rodrigo Costa, que era o último ciclista do grupo e testemunhou o acidente.

Segundo Costa, o taxista estava em alta velocidade. “Ele estava muito veloz, mas era um trecho de reta, não tinha como ele não ver a gente”, afirma. Ele conta que o motorista ainda tentou desviar. “Ele jogou para a esquerda, mas depois voltou para a direita e atropelou todo o grupo”, conta.

De acordo com a Polícia Rodoviária de Lambari, após atingir o grupo de ciclistas, o carro dirigido por José Donizete Borges, de 44 anos, caiu em uma ribanceira.

O professor de Educação Física Armando Magalhães, de 21 anos, caiu no meio da pista e foi atropelado por outro carro que, segundo testemunhas era um Cross Fox amarelo. Ele morreu no local. Seu corpo sendo velado em casa e será enterrado às 17h, no cemitério municipal de Lambari.

Cinco ciclistas ficaram feridos. Leonardo Pereira de Paula, de 17 anos, foi atendido em estado grave no hospital de São Lourenço e transferido para o hospital Samuel Libânio, em Pouso Alegre, para passar por uma neurocirurgia.

Marcelo Dorival, de 28 anos, e José Treza, de 22, foram levados para o hospital de Lambari e depois transferidos para o hospital São Sebastião, em Três Corações, para onde também foram levados Sherman Preza de Paiva, de 22 anos, e José Carlos de Aquino, de 32. Eles não correm risco de morrer.

Todas as vítimas são de Lambari e faziam parte de um grupo de 15 ciclistas.

Taxista
O taxista, também morador de Lambari, disse à polícia que três carros se envolveram no acidente. Segundo a sua versão, ele estaria atrás de uma caminhonete que atropelou um ciclista e, ao tentar se desviar, atropelou outras pessoas no acostamento e caiu com o carro de um barranco.

O motorista disse ainda que, enquanto as pessoas prestavam socorro aos feridos, o Cross Fox atropelou Magalhães e fugiu sem prestar socorro.

Borges afirmou que ajudou no socorro às vítimas e teria ido à casa do dono do veículo, onde foi encontrado pela a polícia. FONTE:eptv

2 comentários:

  1. Acho que que foge sem prestar socorro deve ter a pena agravada, triplicada. Ou morrer da mesma forma que matou. Motorista do crosfox amarelo, Sua vez chegará! Nunca deixe de assistir que está prostrado ao chão, seja um animal ou pessoa.

    ResponderExcluir
  2. Alexandre fala.Esse crime não pode ficar impune o motrista é um imbecil não tem capacidade nem experiência ele e o dono do veículo tem que pagar; ou então é muito fácil vc mata e diz que foi acidente.Deus que dê consolo aos pais do garoto e que os outros recuperem bem sem sequelas físicas, porque psicológicas todos estamos.lambari,19/12/2011.

    ResponderExcluir

SEJA BEM VINDO

Prezado amigo(a), para nós é uma satisfação a sua visita em nosso blog. Este blog é uma amostra das matérias que circula no Jornal Sul Mineiro. Nas coberturas do Sul Mineiro sempre daremos uma nota aqui. O Jornal Sul Mineiro, Turismo, Negócios e Informações, está na região desde de 2002, ou seja, 10 anos, fazendo um trabalho transparente, honesto e com credibilidade. Tive ao meu lado a minha filha Juliana que foi minha Secretária no início que me ajudou muito. Hoje conto com o apoio enorme da minha esposa Rosy que é Secretária Executiva. O jornal nestes 10 anos sobreviveu graças o apoio das Prefeituras, Câmaras Municipais e Comerciantes, pois o Sul Mineiro é distribuído gratuitamente aos leitores. Sempre procuramos oferecer nossos serviços com transparência e honestidade. Por isso agradecemos sua visita e pedimos que sempre dê uma olhadinha em nosso blog para conferir as novidades.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
BAEPENDI, sudeste/Minas Gerais, Brazil
LOJA DE NOIVA COMPLETA
Ocorreu um erro neste gadget