2014/04/28

Pescadores do Funil pedem escada para que peixes possam se reproduzir


Baixa do nível da represa atrapalha reprodução dos peixes na Piracema.
Pescadores já estão notando a diminuição de peixes no local.

Comente agora Pescadores da Represa do Funil pedem a construção de uma escada para que os peixes possam conseguir concluir o ciclo de reprodução na Piracema. A baixa do nível do Rio Grande tem prejudicado a reprodução dos peixes. O elevador que leva os peixes do rio para o lago não está funcionando e como não há uma escada, eles não conseguem subir. Os reflexos já são sentidos pelos pescadores, que já percebem a diminuição de peixes no local.

"Os peixes que estão ali já estão tudo boiando e não vão demorar a morrer", disse o pescador José Edgard de Souza.

Para fazer a desova, os peixes precisam subir todo o Rio Grande e chegar até a parte de cima da barragem. Na Represa do Funil, a única forma disso acontecer é por meio de um elevador que transporta os peixes para o outro lado. No entanto, segundo os pescadores, o mecanismo não vem se mostrando suficiente e muitos cardumes estão morrendo na parte de baixo.

Sem ter como subir, os cardumes ficam parados abaixo da represa, na superfície da água, tentando buscar oxigênio. Como os peixes não conseguem transpor a barragem, eles se tornam presa fácil. A pesca no local é proibida, mas nem sempre isso é respeitado.

Pescadores pedem construção de escada na Represa do Funil (Foto: Reprodução EPTV)
Pescadores pedem construção de escada na Represa do Funil (Foto: Reprodução EPTV)"Esta é a primeira característica do peixe quando está faltando oxigênio, ele busca a parte superficial da água. Não está ocorrendo o processo inteiro da Piracema. Eles estão parando e cansando, porque tentam subir e não conseguem no elevador", diz o zootecnista Peter Peres.

Em novembro de 2002, milhares de peixes morreram por falta de oxigênio na Represa do Funil, em Perdões (MG). Preocupados com a queda no número de peixes, os pescadores reivindicam a construção de uma escada para que os peixes possam subir a barragem de forma natural.

"O elevador não tem como funcionar por falta de água. Agora, se tiver a escada, mesmo com a baixa da água, ela continuaria funcionando natural", diz a presidente da colônia de pescadores, Sandra Fonseca.

Segundo a Usina do Funil, o sistema para tranposição de peixes do tipo elevador foi escolhido depois que estudos de impacto ambiental o apontaram como sendo o mais adequado às características da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM VINDO

Prezado amigo(a), para nós é uma satisfação a sua visita em nosso blog. Este blog é uma amostra das matérias que circula no Jornal Sul Mineiro. Nas coberturas do Sul Mineiro sempre daremos uma nota aqui. O Jornal Sul Mineiro, Turismo, Negócios e Informações, está na região desde de 2002, ou seja, 10 anos, fazendo um trabalho transparente, honesto e com credibilidade. Tive ao meu lado a minha filha Juliana que foi minha Secretária no início que me ajudou muito. Hoje conto com o apoio enorme da minha esposa Rosy que é Secretária Executiva. O jornal nestes 10 anos sobreviveu graças o apoio das Prefeituras, Câmaras Municipais e Comerciantes, pois o Sul Mineiro é distribuído gratuitamente aos leitores. Sempre procuramos oferecer nossos serviços com transparência e honestidade. Por isso agradecemos sua visita e pedimos que sempre dê uma olhadinha em nosso blog para conferir as novidades.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
BAEPENDI, sudeste/Minas Gerais, Brazil
LOJA DE NOIVA COMPLETA
Ocorreu um erro neste gadget