2013/06/23

Casa que abriga 70 cães gera polêmica em Bueno Brandão, MG

Juiz determina retirada imediata dos animais e até sacrifício, em último caso. Prefeitura tem até segunda-feira (24) para remover os cachorros. Reclamação de vizinhos incomodados com o barulho. O caso ganhou até as redes sociais depois do juiz João Cláudio Teodoro determinar a retirada imediata dos animais e até, em último caso, o sacrifício deles. Os cães, que são criados em um quintal, foram recolhidos da rua pela comerciante Ana Karina Bueno. Segundo ela, os animais recolhidos sofriam maus-tratos ou estavam doentes. Em janeiro de 2011, a comerciante se comprometeu a retirar os animais da casa, o que não foi cumprido. A ideia era levar todos os cães para uma área afastada do Centro da cidade. "O terreno pertence à minha família, mas não conseguimos financiamento para construir um canil no local. São poucas pessoas que ajudam", alega. A Justiça determinou que a prefeitura retire os animais até a próxima segunda-feira (24). A decisão tomada pelo juiz ainda obriga o prefeito de Bueno Brandão a providenciar outro local para os cães e o futuro sacrifício deles, a ser feito nos moldes legais e com assistência de médico veterinário. “Não é intenção da Justiça mandar matar os animais. O sacrifício é somente em último caso, se não houver adoção, e ele é permitido pelo conselho de medicina veterinária”, defende o juiz. A determinação judicial causou uma enorme discussão, principalmente nas redes sociais. O juiz recebeu várias críticas e foi até ofendido. Em comunicado, a Associação dos Magistrados Mineiros rebateu a campanha difamatória feita contra o trabalho do juiz e manifestou apoio à conduta dele. A subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Bueno Brandão, também declarou apoio ao juiz. Depois da grande repercussão do caso, o juiz convocou uma audiência no Fórum de Ouro Fino (MG) com a presença do prefeito de Bueno Brandão, Danilo Alberto Costa. O prefeito pediu ao juiz que aumentasse o prazo para o cumprimento da determinação alegando dificuldades estruturais, mas João Cláudio Teodoro não voltou atrás, confirmou a decisão e ainda alertou o prefeito sobre as consequências jurídicas do não cumprimento. Por hora, a prefeitura pensa em reativar o antigo matadouro municipal para abrigar os cães. A administração ainda negocia a ida dos animais para uma ONG de Paraibuna (SP). Fonte: G1 sul de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SEJA BEM VINDO

Prezado amigo(a), para nós é uma satisfação a sua visita em nosso blog. Este blog é uma amostra das matérias que circula no Jornal Sul Mineiro. Nas coberturas do Sul Mineiro sempre daremos uma nota aqui. O Jornal Sul Mineiro, Turismo, Negócios e Informações, está na região desde de 2002, ou seja, 10 anos, fazendo um trabalho transparente, honesto e com credibilidade. Tive ao meu lado a minha filha Juliana que foi minha Secretária no início que me ajudou muito. Hoje conto com o apoio enorme da minha esposa Rosy que é Secretária Executiva. O jornal nestes 10 anos sobreviveu graças o apoio das Prefeituras, Câmaras Municipais e Comerciantes, pois o Sul Mineiro é distribuído gratuitamente aos leitores. Sempre procuramos oferecer nossos serviços com transparência e honestidade. Por isso agradecemos sua visita e pedimos que sempre dê uma olhadinha em nosso blog para conferir as novidades.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
BAEPENDI, sudeste/Minas Gerais, Brazil
LOJA DE NOIVA COMPLETA
Ocorreu um erro neste gadget